NOTÍCIAS


Caso Lara: polícia ouve tia e primo de adolescente encontrada morta em Campo Limpo Paulista


A polícia ouviu, nesta segunda-feira (28), a tia e o primo da adolescente Lara Maria Oliveira Nascimento, de 12 anos, que foi achada morta no dia 19 de março, em Campo Limpo Paulista (SP). Os depoimentos duraram cerca de 1h30 e foram passados para as equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí (SP).

  • Veja o que se sabe e o que falta esclarecer sobre o caso

Segundo apurado pela TV TEM, a tia e o primo da jovem responderam aos policiais perguntas cruciais para o andamento do caso. Eles informaram o local onde estavam na hora do crime, quando tinham visto a adolescente pela última vez e se conhecem o homem que aparece nas imagens que estão sendo investigadas pela polícia. Conforme apurado, eles afirmaram que não conhecem, nem nunca viram o homem.

O delegado responsável pelo caso informou que existe uma expectativa muito grande de que, nesta terça-feira (29), outras pessoas possam ser ouvidas, principalmente moradores que vivem no bairro Parque Santana, em Campo Limpo Paulista.

A polícia quer saber se essas pessoas conhecem ou se já viram o carro que aparece circulando pelas ruas do bairro ou se conhecem o homem que aparece nas imagens das câmeras de segurança.

O inquérito segue em segredo de Justiça e a policia segue em busca do suspeito, que está foragido. Na manhã desta segunda, a Justiça decretou a prisão temporária por 30 dias do suspeito pelo assassinato da adolescente.

Moradores fazem passeata e pedem justiça para adolescente encontrada morta — Foto: Gustavo Netto/TV TEM

Moradores fazem passeata e pedem justiça para adolescente encontrada morta — Foto: Gustavo Netto/TV TEM

Moradores de Campo Limpo Paulista realizaram, no domingo (27), uma passeata em homenagem à adolescente.

Quase 100 pessoas, entre familiares, amigos e vizinhos, participaram da caminhada. Com cartazes e faixas, o grupo realizou o mesmo percurso que Lara fez no dia em que desapareceu, e pediu Justiça.

Na sexta-feira (25), a Polícia Civil pediu a prisão temporária do principal suspeito. De acordo com o delegado Rafael Diório, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí , as informações a respeito do homem, que aparece em imagens de câmera de segurança dirigindo um carro prata próximo ao local onde a menina foi vista pela última vez (assista abaixo), foram cruzadas através do sistema de inteligência da polícia.

As imagens mostram o momento em que o carro para perto do local, no mesmo dia e próximo ao horário em que a menina desapareceu. Em determinado momento, o motorista sai do veículo e olha ao redor, depois entra novamente no carro e segue o caminho.

Vídeo mostra carro parado em local onde menina achada morta foi vista pela última vez

Vídeo mostra carro parado em local onde menina achada morta foi vista pela última vez

Segundo o delegado, o suspeito já havia sido ouvido informalmente por telefone e foi intimado a prestar esclarecimentos na delegacia, mas se negou. Após a intimação, a polícia não conseguiu mais contato com o suspeito. O carro que aparece nas imagens foi localizado em outra cidade e apreendido.

A polícia solicitou uma análise para verificar qual seria uma substância achada no corpo. Uma perícia nas unhas da adolescente também deve apontar vestígios de DNA do assassino. Os laudos, que estão sendo feitos em Jundiaí e na capital, serão fundamentais para o inquérito, que segue em segredo de Justiça.

Caso Lara: polícia pede prisão de suspeito de envolvimento na morte da adolescente

Caso Lara: polícia pede prisão de suspeito de envolvimento na morte da adolescente

No dia 21 de março, a polícia começou a ouvir familiares de Lara. O pai da menina, Reginaldo de Oliveira, esteve na delegacia acompanhado por um advogado. Ele contou que o celular da filha era monitorado e não tinha redes sociais. Além disso, reforçou que a família não tinha nenhum tipo de desavença com ninguém.

“Que a gente sabe, ninguém falou de nós. Eu sou super de boa, minha mulher também, minha família é bem estruturada. É do serviço para casa, não fica na casa de ninguém. Então, não teria porque alguém ter maldade conosco”, disse o pai.

Polícia começa a ouvir familiares de adolescente encontrada morta em Campo Limpo Paulista

Polícia começa a ouvir familiares de adolescente encontrada morta em Campo Limpo Paulista

Durante o enterro, no dia 20 de março, a avó da adolescente lamentou o assassinato. Um laudo preliminar do Instituto Médico Legal (IML) apontou que ela morreu de traumatismo craniano.

“Uma crueldade tão grande que eu não gosto de parar para pensar no que minha neta passou. Vou chorar muito. Vou sentir muito, porque ela era muito presente”, disse Maria Luiza Oliveira.

O corpo da adolescente foi enterrado no Cemitério Bosque da Saudade, em Campo Limpo Paulista. O caixão foi lacrado e a despedida durou cerca de 1h30.



Fonte: G1


28/03/2022 – Objetiva FM

SEGUE A @OBJETIVAFM107.5

(15) 99812-9706

producao@objetiva107.com.br
Buri – SP

NO AR:
MADRUGADA OBJETIVA F