NOTÍCIAS


Estado assina convênio do Trem Intercidades com prefeituras e ainda espera definição sobre lançamento do edital


Seis prefeituras que integram o percurso futuro do Trem Intercidades (TIC) assinaram nesta segunda-feira (18) um convênio com o governo estadual que concede garantias e condições técnicas, financeiras e jurídicas para a implantação do projeto. A assinatura ocorreu durante visita de Rodrigo Garcia (PSDB) a Campinas (SP). O edital do TIC, no entanto, segue sem previsão para ser lançado.

No fim de março, a Secretaria de Transportes Metropolitanos de SP assumiu que entraves entre o governo federal e a empresa MRS Logística impediam a definição de quando o edital vai sair. Nesta segunda, o governador Garcia disse que espera vencer essa etapa até maio.

“Vamos no mês de maio, vencida a etapa do convênio com o Ministério da Infraestrutura [para uso da malha férrea] e vencida a aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU) na renovação da MRS [até maio], sentar aqui com o parlamento regional, com a Região Metropolitana, e definir a data da publicação do edital”, afirmou.

Garcia cumrpiu agenda nesta manhã na cidade como parte do programa “Governo na Área” e divulgou envio de verbas aos municípios para melhorias em infraestruturas das cidades e no trânsito. Veja detalhes no vídeo acima.

Rodrigo Garcia, governador de São Paulo assina convênio com prefeituras para Trem Intercidades, em Campinas — Foto: Clausio Tavoloni/EPTV

Rodrigo Garcia, governador de São Paulo assina convênio com prefeituras para Trem Intercidades, em Campinas — Foto: Clausio Tavoloni/EPTV

As cidades que assinaram o convênio foram Campinas, Franco da Rocha, Louveira, Francisco Morato, Várzea Paulista e Vinhedo. Elas vão integrar o Eixo Norte do TIC e o prazo do acordo é de cinco anos, podendo ser prorrogado.

“O Trem Intercidades é um projeto desafiador porque aproveita a linha 7 da CPTM até Jundiaí e reativa a malha ferroviária para chegar até Campinas. Vamos ter muitos investimentos em obras de correção de curvas e novos trens. O esforço do Governo de São Paulo é tirar o Trem Intercidades do papel, um projeto que soma mais de R$ 10 bilhões e temos disposição e capacidade para fazer o investimento”, afirmou o governador.

A estimativa é de um investimento total de R$ 10,2 bilhões, para 100 km de extensão da linha, um serviço expresso entre Campinas, Jundiaí e São Paulo. Há a previsão de paradas entre Campinas e Francisco Morato, atendendo também às cidades de Louveira, Valinhos e Vinhedo. A previsão é de um fluxo de 60 mil passageiros por dia.

Área da estação ferroviária central, em Campinas, terá uma estação do Trem Intercidades — Foto: Carlos Bassan/PMC

Área da estação ferroviária central, em Campinas, terá uma estação do Trem Intercidades — Foto: Carlos Bassan/PMC

A expectativa do estado é de que o leilão ocorra no prazo de 120 dias após a publicação do edital, prazo que inclui o recebimento de propostas em sessão pública. Depois disso, caso não ocorram imprevistos, como eventuais contestações de empresas interessadas, o contrato sai em até um mês.

À época da primeira audiência pública sobre o projeto, realizada em agosto de 2021 em Campinas, a previsão do governo era de realizar o leilão em abril deste ano.

“O prazo de execução total do projeto é de sete anos, a partir da assinatura do contrato, com possibilidade de entrega do serviço do TIC em quatro anos”, disse a Secretaria de Transportes Metropolitanos de SP em março.

VÍDEOS: veja outros destaques da região



Fonte: G1


18/04/2022 – Objetiva FM

SEGUE A @OBJETIVAFM107.5

(15) 99812-9706

producao@objetiva107.com.br
Buri – SP

NO AR:
VIOLADA SERTANEJA