NOTÍCIAS


'Foi muito assustador', diz moradora que sentiu prédio balançar em Jundiaí


Moradores de um prédio no bairro Medeiros, em Jundiaí (SP), relataram tremores de terra depois do terremoto de magnitude 6,8 que atingiu o norte da Argentina, na noite de terça-feira (10). O tremor também foi sentido por moradores de prédio em Itatiba (SP).

De acordo com a moradora de Jundiaí, ela estava no quarto no momento do tremor e sentiu a cama balançar, mas achou que foi algo do imaginário. “Pensei que era coisa da minha cabeça. Eu estava mexendo no meu celular e vi que postaram também no grupo que a gente usa do condomínio. Uma moradora citou que sentiu as mesmas coisas que eu senti, então eu me preocupei. Em seguida todo mundo começou a mandar mensagem, relatos de também terem sentido”, conta.

Outra moradora do mesmo condomínio de prédios relatou que estava assistindo televisão no quarto e sentiu o corpo balançar.

“Foi uma sensação muito ruim, como se tivessem balançando o prédio de um lado para o outro. Eu entrei em contato com alguns moradores, que também relataram a mesma situação, uns na sala e outros no quarto. Foi bem assustador'”, disse.

O prefeito de Itatiba(SP), Thomás Capeletto (PSDB), escreveu nas redes sociais que alguns prédios chegaram a ser evacuados pelos moradores. O Corpo de Bombeiros foi acionado e foi liberado o retorno aos imóveis, quando foi constatado que não havia risco.

“Meu Deus, em casa só o apagão e já voltou rápido”, disse um morador nas redes sociais. “Teve um apagão e os alarmes começaram a tocar enquanto estávamos tendo aula. Alguns alunos sentiram o tremor”, contou outro.

Na cidade, não foram registrados prejuízos materiais. Segundo o Centro de Sismologia da USP, foram dezenas de relatos de pessoas que sentiram um tremor por volta das 20h15 em cidades do interior e na capital.

“Sismos fortes e profundos costumam colocar prédios altos em oscilação ressonante, por isso que a maioria dos relatos, em SP, vem de pessoas que estavam em andares mais altos. Essa não é a primeira vez que um terremoto profundo e com magnitude significativa em um país vizinho foi sentido no Brasil”, afirmou o Centro de Sismologia.

Em nota, a Defesa Civil de Itatiba (SP) informou que na noite de terça-feira (10) moradores de conjunto de prédios localizado na Avenida Vicente Catalani, no bairro Jardim das Nações, entraram em contato com a corporação local do Corpo de Bombeiros do Estado, entre 20h e 20h30, relatando possíveis tremores numa das torres, em que os moradores teriam saído dos apartamentos.

A chamada foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, que foi até o local, fez a vistoria e liberou o retorno dos moradores aos apartamentos.

A Defesa Civil acompanhou, dando suporte, estando em contato direto com a Defesa Civil do Estado de São Paulo – checando se poderia haver relação com o terremoto que atingiu a Argentina em horário próximo. O setor informou também que nesta quarta-feira (11) fará vistoria no local para checar tecnicamente se houve reflexos da ocorrência de ontem.

O terremoto, de forte intensidade, foi registrado a uma profundidade de 176 quilômetros na região de Jujuy, por volta das 20h, em área próxima à fronteira com o Chile e a Bolívia.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o tremor pôde ser sentido em Antofagasta (Chile), Valparaíso (Chile), e no Brasil.

Moradores de prédios em Itatiba relatam tremores após terremoto na Argentina

Moradores de prédios em Itatiba relatam tremores após terremoto na Argentina



Fonte: G1


12/05/2022 – Objetiva FM

SEGUE A @OBJETIVAFM107.5

(15) 99838-4161

producao@objetiva107.com.br
Buri – SP

NO AR:
TARDE OBJETIVA