NOTÍCIAS


Jovem do interior de SP se destaca no trap com mais de 4 milhões de streamings em músicas autorais: 'Espero crescer ainda mais'


O que começou como um desejo na juventude hoje é um trabalho apreciado por mais de 200 mil pessoas. Edson Castro Tristão Filho, mais conhecido como Tristão, é nascido em Sorocaba (SP) e, com apenas alguns anos de carreira na música, já ultrapassou mais de quatro milhões de streamings.

Amante de poesia, o jovem decidiu transformar seus versos em melodia em meados de 2016 e, desde então, caiu de cabeça em produções de trap – estilo em ascensão que ganha notoriedade entre ouvintes e artistas, se enquadrando como um “filhote” do rap, que tem influências mais distintas, como a música eletrônica, para deixar o beat mais dançante.

“Lá no começo, eu já escrevia poesia em um caderninho. Pensei em juntar com um beat solto e tentar fazer uma música. Meu primeiro trabalho foi uma junção de várias poesias”, conta.

Com produções roteirizadas e bem montadas, dois clipes de Tristão estouraram na internet depois que Emicida, um dos maiores músicos do cenário brasileiro de rap, compartilhou que estava escutando as músicas “Jairo” e “Julio”, que trazem humor e atuação, junto da batida de trap que o rapaz tanto ama.

Atualmente, o vídeo em homenagem ao falecido cavalo Jairo e a releitura da abertura do clássico desenho infantil “Cocoricó” somam mais de um milhão de visualizações no YouTube.

“Eu acredito que a música tem o poder de mudar o nosso humor. Eu tento ir para o lado mais bem humorado, mas, em alguns momentos, falo mais sério, como uma forma de incentivar, de inspirar. Gosto de fazer as pessoas sorrirem, e acreditarem que elas são capazes do que quiserem. Eu gosto muito desse poder que a música tem”, diz.

A repercussão era o incentivo que o rapaz precisava para continuar investindo no sonho de ser um grande músico. A partir daí, surgiram parcerias com outros nomes importantes no cenário trap, como MC Igu, e também de outros estilos, como Lucas Silveira, ex-vocalista da banda Fresno.

“Eu tive a honra de fazer uma parceria com o Lucas. Foi quando eu saí um pouco da minha zona de conforto, já que a música tinha uma vibe mais triste. E, depois, ainda fizemos uma segunda produção de trap, estilo com o qual estou mais familiarizado. Para o futuro, já tenho outras parcerias muito importantes programadas”, conta.

Um dos projetos mais marcantes para Tristão foi seu último álbum, chamado “Planeta Tristão”, que contou com a participação de Derek, Duzz, Thiago Jamelão, entre outros artistas.

“Pude participar com pessoas que eu já era fã, que já têm história no mundo do trap. Foi aí que eu tive certeza que era isso que eu ia fazer da vida. Então, esse trabalho é realmente muito importante para mim”, conta.

O trabalho duro refletido em sucesso faz com que o jovem queira produzir ainda mais. E, quem sabe, em um futuro não tão distante, quebrar barreiras e se aventurar em outros ramos da arte.

“Eu sou um cara que sonha muito na vida. Não quero ficar só na música, tenho vontade de aprender a atuar também, quero ganhar prêmios. E vou trabalhar muito para isso, espero crescer ainda mais. A parte material não me pega tanto, porque eu acredito que isso venha naturalmente. Mas o reconhecimento… Isso nada compra”, afirma.
Jovem de Sorocaba (SP) se destaca no trap com mais de 4 milhões de streamings em músicas autorais — Foto: Arquivo pessoal

Jovem de Sorocaba (SP) se destaca no trap com mais de 4 milhões de streamings em músicas autorais — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: reveja as reportagens dos telejornais da TV TEM



Fonte: G1


01/05/2022 – Objetiva FM

SEGUE A @OBJETIVAFM107.5

(15) 99838-4161

producao@objetiva107.com.br
Buri – SP

NO AR:
MADRUGADA OBJETIVA F