NOTÍCIAS


Literatura infantil é inspiração para escolas de samba em São Paulo


No carnaval de São Paulo deste ano, a literatura infantil será inspiração para duas escolas do grupo especial, as quais desfilam nos próximos dias 22 e 23 de abril. As agremiações Tom Maior e Colorado do Brás trazem para a avenida elementos e histórias do universo das crianças. Para a coordenadora de Engajamento Social e Leitura do Itaú Social, Dianne Melo, o mundo de fantasias do carnaval pode ser uma forma interessante de estimular a leitura e a imaginação entre os pequenos.

“O carnaval  – assim como a literatura, que traz para criança essa possibilidade da imaginação, da fantasia  –, por ser uma festa popular, e aqui estamos falando das escolas de samba, que nos contam uma história, traz uma narrativa. Quando essas escolas trazem temas que são do universo da literatura, seja por um autor homenageado ou por histórias que já foram contadas por meio dos livros, é uma oportunidade que nós adultos temos de conversar sobre isso com as crianças”, propõe a coordenadora.

Dianne disse que desde os primeiros anos de vida, até mesmo na gestação, a leitura promove ganhos de desenvolvimento integral, passando por aspectos cognitivos, linguísticos, mas também os aspectos afetivos. “A questão de aproximação, de vínculo, com esse adulto que está ali disponível lendo uma história com ela [criança], conversando sobre aquela história. Acaba sendo uma atividade muito importante na primeira infância, sobretudo, para o estabelecimento de vínculos e desenvolvimento dessa criança”, aponta.

Samba-enredo

O enredo da Tom Maior junta as reflexões do livro O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, à realidade do sertão nordestino. “O Pequeno Príncipe no Sertão” é o nome do enredo que será desenvolvido pelo carnavalesco Flávio Campello. A ideia é manter a mensagem original da obra, mas com adaptações que trazem os personagens e as cores do Nordeste brasileiro. A escola entra no sambódromo na sexta-feira (22), à 1h45.

Também na sexta-feira, às 23h45, a Colorado do Brás traz para a avenida a história da escritora negra Carolina Maria de Jesus, autora do livro “Quarto de Despejo: diário de uma favelada”. “Carolina: A Cinderela Negra do Canindé” é o nome do samba-enredo da autora, que também produziu obras infantis. 

No grupo de acesso 2, a escola Dom Bosco de Itaquera enaltece as formas de saber por meio do enredo “O Alimento da Alma é o Dom do conhecimento”.

“Que bom que o carnaval também nos relembra de tantas histórias que fizeram parte da nossa vida, da nossa infância e que nos acompanham até hoje”, comemora. Dianne lembra que uma boa mediação de leitura ocorre quando as crianças têm abertura para questionar. “Ao assistirem aos desfiles junto com as famílias, que a criança tenha essa oportunidade de fazer perguntas e, muitas vezes, os adultos também não vão saber responder, assim como na literatura, mas essa oportunidade do diálogo, de sair desse lugar-comum, de não receber tudo pronto, essa capacidade de imaginar ativa é muito importante”, destaca a coordenadora.



Fonte: G1


22/04/2022 – Objetiva FM

SEGUE A @OBJETIVAFM107.5

(15) 99838-4161

producao@objetiva107.com.br
Buri – SP

NO AR:
TARDE OBJETIVA