NOTÍCIAS


Pais alegam falta de professores para filho cadeirante e com hidrocefalia na Apae de Itu


Os pais de um garoto de nove anos que tem hidrocefalia e é cadeirante fez uma denúncia nas redes sociais sobre a falta de professores na Associação Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Itu (SP).

De acordo com Luis Rodolpho Godoi, desde setembro de 2021 o filho é acompanhado somente pelos monitores no local.

“São quatro salas de aula apenas com monitores guerreiros, que tentam cuidar de 20 crianças mais ou menos, que precisariam de um plano de ensino igual ao das escolas regulares da cidade”, afirma.

Ele e a esposa, Denise Rocha, cobraram as autoridades a respeito da situação. De acordo com eles, a Apae informou que já fez várias solicitações, mas que a prefeitura não estipula um prazo para a convocação dos professores.

“Se fosse para deixar meu filho ‘largado’ na escola assim, eu preferiria deixá-lo com os avós, pois assim ele aprenderia mais do que quando está dentro de uma sala de aula somente esperando o tempo passar para poder ir embora”, diz.

O g1 questionou a Prefeitura de Itu a respeito da situação, mas, até a última atualização desta reportagem, não recebeu um retorno.

VÍDEOS: reveja as reportagens dos telejornais da TV TEM



Fonte: G1


02/05/2022 – Objetiva FM

SEGUE A @OBJETIVAFM107.5

(15) 99838-4161

producao@objetiva107.com.br
Buri – SP

NO AR:
MADRUGADA OBJETIVA F