NOTÍCIAS


Toyota suspende produção no interior de SP por falta de insumos


A Toyota do Brasil suspendeu a produção em Sorocaba (SP) e Indaiatuba (SP) temporariamente a partir desta quarta-feira (9). A previsão é que o trabalho seja retomado na segunda-feira (14). O motivo, segundo a montadora, é por falta de insumos. A causa não foi informada.

Em nota, a montadora afirmou que “apesar dos esforços para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, as plantas de Indaiatuba, onde é fabricado o Corolla, e em Sorocaba, onde são produzidos os modelos Yaris (hatch e sedã), Corolla Cross e Etios (somente para exportação), estão com produção suspensa nos dias 9, 10 e 11 de março”.

“A companhia reitera que vem buscando soluções que minimizem os impactos ao consumidor e que mantém diálogo constante e aberto com seus fornecedores, além de aplicar em suas unidades o TPS – Toyota Production System – como forma de minimizar o grande impacto que essa situação atípica vem causando em sua operação e em toda a sua cadeia de fornecedores.”

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal), componentes importados do Japão estão em falta na fábrica que fornece cinto de segurança para a Toyota.

“Os trabalhadores da montadora, no entanto, não serão prejudicados graças ao acordo de banco de dias emergencial, negociado pelo sindicato”, informou o SMetal, completando que só em Sorocaba são 2,7 mil trabalhadores.

A medida garante que os trabalhadores fiquem em casa sem desconto salarial quando a falta de matéria-prima impactar a produção. Na hora de “pagar” essas horas no futuro, eles recebem um bônus financeiro no valor de R$ 300,00, válido para até 3 dias compensados (quando chegar a um quarto dia, será pago um novo bônus).

A unidade em Porto Feliz (SP), responsável pela produção de motores, não foi afetada.

Ataque hacker e produção russa

Na semana passada, o governo japonês informou que um ataque hacker foi responsável por problemas registrados em um fornecedor local da Toyota. A ação obrigou a montadora a paralisar a produção por um dia no país.

A empresa informou que, devido ao problema, suspendeu a produção em todas as 28 linhas de suas 14 fábricas japonesas. O porta-voz do governo, Hirokazu Matsuno, confirmou o ataque hacker contra a fornecedora de peças Kojima Industries, mas declarou que o caso ainda está sendo investigado e não revelou mais detalhes.

A montadora disse, na semana passada, que a produção no Brasil não havia sido afetada pelo problema no Japão.

Matsuno também alertou que “o risco de ciberataques cresce devido à situação atual, incluindo a Ucrânia“, e pediu às empresas que fortaleçam medidas contra esses incidentes, destacou a agência de notícias France Presse.

O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, disse que o governo iria investigar se a Rússia estava envolvida no incidente.

Com as sanções econômicas aplicadas contra a Rússia por causa da invasão à Ucrânia, diversas empresas deixaram de fazer negócios no país. A Toyota também anunciou a suspensão da produção na sua única fábrica russa e a interrupção do envio de veículos para o país, citando “interrupções na cadeia de suprimentos” ligadas à guerra.



Fonte: G1


09/03/2022 – Objetiva FM

SEGUE A @OBJETIVAFM107.5

(15) 99838-4161

producao@objetiva107.com.br
Buri – SP

NO AR:
DOMINGO SERTANEJO